CGI.br recomenda que Câmara “não abandone” legado do PL das fake news