Felipe Abracax

19 Flips | 3 Magazines | 31 Likes | 3 Following | 1 Follower | @FelipeAbracax | Letras, versinhos, aleatoriedades, discursos, depoimentos, opiniões. Aqui você acha de TUDO.

YouTube

Cartoon Network Animator and “Zorak” Voice – C. Martin Croker (1962-2016)

Clay Martin Croker, veteran animator and voice artist for Cartoon Network and Adult Swim, passed away suddenly Saturday September 17, 2016 at his …

Cattle Decapitation Forced Gender ReAssignment

Cattle Decapitation-Forced Gender ReAssignment(Radio D#$&ey Version)

YouTube

Viva em uma massa. Seja ela, a coma viva; se reproduza com ela, depois a destrua. Você não dá uma dentro né não? Só pensa em ser mais um deles pois tem medo de construir suas próprias convicções. Patético. E quando constrói, vira um ser totalmente extremista, burro, ignorante, irracional...me pergunto como é que tem espaço na existência para seres como tu, mermão. Não estamos aqui falando de como você NÃO presta, não. Estou aqui para tentar tirar essas pulgas que estão dentro de você e estão sugando toda a sua bendita auto estima. Pra começar; você é você e não é a sua pele ou descendência que vai dizer ae você é uma boa pessoa ou não, e isso vale a todos que você tromba no dia a dia e no mundo. Se não quer ser mal julgado na vida logo depois desse detalhe, sinto lhe dizer mas as coisas não funcionam assim. Todos sofremos discriminações e preconceitos, é inevitável...mas você pode pelo menos fazer A SUA parte e evitat de fazer esse tipo de asneira, sua pessoa tem potencial pro diferente acontecer. Mas como eu disse; ninguém vai beijar seu chão por estar apenas fazendo a coisa certa, tenha ética, criatura. Fazer essas coisas não levam motivo de cobrança POIS NÓS A FAZEMOS PORQUE É A COISA CERTA A SE FAZER, é difícil dizer que nunca iremos julgar alguém, mas é melhor julgarmos com coerências do que o fazer os com presunções estúpidas e sem nexo.

Ele anda em um corredor, sem chão aparente, com paredes invisíveis. É um quarto branco com uma porta logo a frente, ele vai andando com calma. Uma mão transparente o acaricia, o incomodando e assustando. Ele tenta a afastar, mas ela não quer sair de jeito nenhum e logo em seguida aparecem várias, cada uma vindo em uma direção diferente, violentando seu espaço pessoal e desrespeitando seu espaço Deus sabe porquê, mas elas atrapalhavam seu destino. Ele andou, chegou até a porta, e se soltou todo aquele emaranhado de mãos e abriu a porta. No corredor seguinte; antes de olhar tudo, ele ficou com um pavor, enpalidando sua pele e deixando sua face em transe. No corredor que estava, tudo era carne viva exposta, olhos, genitálias, músculos, orgãos internos, um horror pois tudo era mesclado, e ainda algumas abominações com poucos ossos rastejavam pelas paredes, pareciam invertebrados de carne banhados em sangue. Ele sabia como ir até a porta,ele só focava seu olhar a ela, fechou seus olhos e foi andando devagar, ouvindo barulhos estranhos e repulsivos que saíam dos cantos daquele corredor repugnante. Algumas das aberreções passavam pelos seus pés, ele tentava vomitar mas segurava, ele abriu a porta...mas abriu os olhos por um segundo quando saía e fechava a porta, a bateu logo de cara e vomitou quase até seu sangue. Recuperando, ele se viu em um corredor cheio de quadros, mas quadros com fotos de sua infância e adolescência, só as piores lembranças possíveis. Ele foi andando e reparando nos quadros, e quando os olhava suas amarguras, tristezas passadas chegavam na sua mente com a intesidade de uma bala de arma de fogo. Chacotas, discussões, vexames, decepções, tudo isso virou um pout pourri de desgraças da sua vida cheia de nós. Ele sentia algo como uma dor de cabeça sentimental, ele reparou que uma parte da porta estava com a madeira solta, num rápido raciocínio ele foi até a porta pelo qual entrou e tirou essa madeira e a usou para quebrar todos os quadros, ele ficou ofegante e vermelho. Sua cara de raiva logo se via lágrimas escorrendo, soluços, e então virou uma cara de tristeza com choro intenso e perda de postura. Ele saiu da sala assim que se recuperou da tristeza, abrindo a porta...não se sabe direito o porquê, mas ele olhou para a sala seguinte e abriu um dos maiores sorrisos já vistos no mundo, seus olhos continuaram a lacrimejar e ele deu uma risada muito jovial, e entrou na sala que o alegrava, fechado a porta da saída de todos os seus pesadelos, mas que era também a entrada para seus sonhos.

Há um dragão que dorme Ele repousa há milênios Quando ele era acordado Ele acabava com tudo Mas o acordavam Quando tinha algo muito errado Algo muito muito errado ocorre Agora, neste exato momento E quando esse dragão acordar Poderá ser o maior caos que a criatura irá causar em sua vida