Blog da Mulher Advogada

101 Flips | 1 Magazine | 5 Likes | 2 Following | 18 Followers | @AlinneMarques | +�� na política +�� na OAB Bloga da Mulher Advogada http://facebook.com/blogdamulheradvogada Instagram: @blogdamulheradvogada www.mulheradvogada.com

Relatório da ONU mostra que mulheres vivem mais e têm mais acesso à educação nos últimos 20 anos

Apesar de avanços, uma em cada três mulheres é vítima de violência sexual ou física. Número de queixas têm aumentado, mas cerca de 60% não chegam a …

Log In or Sign Up to View

This Facebook post is no longer available. It may have been removed or the privacy settings of the post may have changed.

A mulher em situação de violência pode procurar assistência nas unidades da Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher para receber informações sobre os direitos socioassistenciais e acompanhamento psicológico. Acesse a cartilha sobre a lei Maria da Penha para mais informações: http://bit.ly/mdapenha

UnB e ONU Mulheres lançam curso de extensão sobre violência contra as mulheres

Curso de extensão “Investigação, processo e julgamento de mortes violentas de mulheres com a perspectiva de gênero”, realizado na Fundação Memorial …

#Enem2015: E o tema da redação é 👇 Saiba mais: http://goo.gl/jS8Efh Assista 🎥 http://goo.gl/B4SkLj

10 buenas películas sobre violencia machista

El cine está lleno de buenas películas para analizar la violencia machista, un tema habitual ya en clásicos de los años 40 como 'Rebecca', la …

Assista ao documentário “O Voto Feminino” da TV Senado: http://bit.ly/1OMkwPL. A Proclamação da República, em 1889, não encerrou as estruturas de controle e apartação nascidas no Império. Além dos analfabetos, ex-escravos, pessoas de classes sociais mais baixas e mulheres estavam impedidas de votar e de participar do processo político. Atualmente, além do direito ao voto e à candidatura, a lei eleitoral determina que o mínimo de 30% das vagas para candidatos sejam preenchidas por mulheres. Apesar da exigência, em 2014, apenas 30,9% dos mais de 24.900 candidatos eram mulheres.

Livre de Abuso

Seu parceiro é abusivo? O Livre de Abuso te ajuda a reconhecer os sinais de abuso e a descobrir como lidar com ele e se libertar de um relacionamento …

16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência contra as Mulheres

Realizado no último final de semana, o Exame Nacional de Ensino Médio trouxe como tema de sua redação a frase: “A persistência da violência contra a mulher na sociedade braileira”. No Congresso Nacional existem 15 projetos de lei em tramitação para combater a violência contra a mulher. Saiba quais são e dê sua opinião: http://bit.ly/1ORw8kH Quer saber mais sobre os procedimentos que podem ser seguidos e os serviços públicos disponíveis para assistência às mulheres vítimas de violência? Acesse nossa cartilha: http://bit.ly/mdapenha

Muito a se dizer nesse contexto, mas principalmente, quero expressar o orgulho, e felicidade, que senti ao ver a abordagem dada para tema de redação do Enem. Nesse ínterim de tempo, observei as diversas opiniões e os diversos desdobramentos que se deram sobre a temática. Por vezes se exaltava o feminismo, por vezes se criticava uma "ideologia feminista ou de gênero"... Primeiramente, quero dizer que essa é sim uma luta do movimento feminista, um movimento que luta pela igualdade de gênero e o respeito as diversidades. É uma luta pessoal minha e de milhares de pessoas (homens e mulheres) que almejamos o fim de todos os tipos de violência contra a mulher. MAS, não é SÓ isso... A questão abordada na avaliação do ENEM, bem como toda repercussão que se deu, expressou uma necessidade de transformação nas estruturas educacionais. Uma educação inclusiva que promova a igualdade e respeito à todas as diversidades. Então, não importa o tema a ser tratado, se sobre mulheres, trans, lésbicas, etc. O que estamos tratando aqui não é o movimento feminista, LGBT, etc. Estamos diante de uma educação inclusiva que visa modificar esteriótipos e romper com estruturas ultrapassadas. Violência contra as mulheres, não é questão do feminismo, é questão de saúde pública, de responsabilidade de todos. Nossa sociedade evolui, e para que os diversos grupos sejam inclusos e não se desenvolvam a margem da sociedade, muito é necessário a se fazer, e isso se inicia, principalmente, por uma educação inclusiva. Com essa temática milhões de pessoas, em sua maioria jovens, refletiram sobre o tema e estão acompanhando toda repercussão que se tem dado. É de se admirar. Não vamos distorcer esse marco da educação, com desdenhas, piadas infundadas, comentários inúteis que desqualifique essa importante iniciativa do Ministério da Educação. E por fim, quando estamos diante de problemas tão danosos para a sociedade, como é o caso da violência contra a mulher, será através de uma educação de gênero, que desenvolva conceitos de igualdade e respeito ao gênero mulher. Alinne Marques

Exposição de Frida Kahlo chega à Brasília em 2016

Copyright © 2012 Jornal Gazeta de Taguatinga. Todos os direitos reservados.<p>A Gazeta de Taguatinga é uma publicação da Letra Sete Comunicação e Edição …

ONU Mulheres lança programa de empoderamento de meninas por meios dos esportes

22.10.2015<p><i>“Uma Vitória leva à Outra” integra um Memorando de Entendimento entre a ONU Mulheres e o Comitê Olímpico Internacional pela promoção da</i> …

Justiça determina que estuprador registre a criança que foi gerada em decorrência do estupro - Geledés

Se o título já assusta (pelo menos eu fico assustado), pior ficará quando eu te falar que <b>o crime foi praticado pelo pai contra a filha e que a</b> …

build & SHARE your flipboard

Add a button to your website to help your visitors find and follow you on Flipboard.<p>Make it easy for other Flipboard users to share your content with the Flipboard audience.<p>Embed a thumbnail of your magazine on your website or blog to help others discover your Flipboard magazine.

Homens e mulheres são iguais perante a Lei! Saiba mais sobre o artigo 5º e outros artigos previstos na Constituição Federal: http://bit.ly/1bJYlGL.

#Repost @direitonews ・・・ Siga o IG @amodireito 👈 Deixe sua opinião e marque seus amigos que amam animais. 👏😌 . A Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que propõe penas rigorosas de prisão para quem maltratar cães e gatos. O texto final do PL 2.833/2011 determina punições para quem matar, agredir ou abandonar os animais. Atos considerados “contra a vida, a saúde ou a integridade física ou mental” dos animais podem levar o agressor a cumprir de 3 meses a 5 anos de reclusão, conforme a tipificação da agressão cometida. No caso de os crimes serem cometidos pelo dono dos animais, o responsável por eles ou mais de duas pessoas, as penas devem ser dobradas. . Leia completa no link 'Notícias': Site www.amodireito.com.br 👈 #Direito #amoDireito

É cabível o pagamento de direitos autorais em shows ao vivo

<b>http://goo.gl/gZGtP4</b> | <i>"É cabível o pagamento de direitos autorais em espetáculos realizados ao vivo, independentemente do cachê recebido pelos</i> …

Advogado deve devolver parte de honorários se renunciar ao mandato antes de concluir serviços

<b>http://goo.gl/wuitYr</b> | <i>"É de se aplicar a regra da proporcionalidade na hipótese de renúncia ao mandato antes da conclusão dos serviços para os quais</i> …

"Violência contra a mulher leva tempo para enfrentar"

Brasil tem 50 mil estupros registrados por ano e está em sétimo, entre 84 países, no ranking de assassinato de mulheres. Lei e punição não bastam …

E f... Bom dia!

A jornalista e ativista iraniana Masih Alinejad criou uma página no Facebook para lutar contra a opressão em seu país e afirmar o direito à liberdade das mulheres de vestirem o que quiserem. Intitulada "My Stealthy Freedom", a rede social convida as participantes a publicar fotos e vídeos mostrando seus cabelos, em protesto à obrigatoriedade do uso do hijab, o véu islâmico. As informações são do site "Bored Panda". Em apenas seis meses, a página já tem mais de 800 mil seguidores de todo o mundo e inúmeras imagens publicadas diariamente pelas iranianas. A ideia do projeto surgiu no ano passado, quando a jornalista morava em Londres, e começou a postar fotos com e sem o véu, recebendo apoio de outras mulheres do país, que estavam cansadas da restrição sobre suas vestimentas - imposta desde a Revolução Iraniana, em 1979. Atualmente, Alinejad vive no Brooklyn, nos Estados Unidos, por achar que seu retorno ao Irã pode ser perigoso devido à atuação pelo direito das mulheres. De acordo com informações do governo iraniano, em 2014 mais de 3 milhões de mulheres no Irã foram advertidas, multadas ou presas, acusadas de crime contra a moral pública por não seguirem a lei de vestimentas do país.

Em discurso na cúpula da União Africana, a atriz Angelina Jolie, conhecida por ser uma defensora dos direitos humanos, pediu aos dirigentes africanos que se esforcem para combater a impunidade nos crimes de violência contra as mulheres. Ela falou ainda da importância dos homens se envolverem no processo de empoderamento, liberdade e respeito às mulheres. Angelina, assim como nós, acredita que o feminismo é uma ideologia que deve incluir a todos na luta pela desigualdade, e não excluir os homens destas conquistas. Afinal, um mundo mais justo passa por cada um de nós. ##mulher#mulheres#mulheradvogada#mulheresdodireito#news#newsmulheradvogada#girl#girls#women#woman#direito#oab#feminismo#feminism#law#lawyer#errejota #amodireito #advogada #direito #oab #feminismo #feminism

Com apoio de uma manobra regimental do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deputados aprovaram nesta quarta-feira, 17, em comissão especial, por 21 votos a 6, a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos para alguns tipos de crime. A sessão foi fechada e marcada por bate-boca entre parlamentares. O texto aprovado foi apresentado às pressas pelo relator da comissão, Laerte Bessa (PR-DF), que alterou seu relatório original para incluir os termos de um acordo costurado entre PMDB e PSDB no dia anterior. Pela nova redação, a redução não será para todos os crimes como Cunha antes defendia. Seriam punidos como adultos os maiores de 16 anos que cometerem crimes hediondos (como estupro e sequestro), homicídio doloso (com intenção de matar), tráfico de drogas, lesão corporal grave, lesão corporal seguida de morte e roubo com causa de aumento de pena, como o uso de arma, a participação de mais de uma pessoa ou quando a vítima sofre lesão ou morre. O texto aprovado dispensa a necessidade de decisão judicial para afastar a inimputabilidade do menor. O parecer prevê que os maiores de 16 e menores de 18 anos cumprirão a pena em estabelecimento separado dos maiores de 18 e dos menores de 16. Também prevê que União e Estados terão de criar os estabelecimentos para o cumprimento das penas. Aprovado na Câmara, o texto segue para mais duas votações no Senado. Se houver alteração, ele volta à Câmara. #investimento #sucesso #lifestyle #negócios #business #startup #marketing #rich #coaching #sermulher #network #coach #businesswoman #workshop #change #woman #money #euposso #she #work #workshop #motivation #positive #foco #startuplife #sucess #amodireito #oab #direito

Precisamos muuuuito!!! 😂😂😂 Marque suas amigas!